Singularidade

Aquele momento, aquele pior de todos, aquele sem hora certa ou ocasião adequada (no meio da noite, no meio de uma festa, no meio da vida), aquele cruel instante de desesperança crônica, de amargor na boca, de sujeira debaixo da pele, de choro preso, de estabilidade emocional prestes a desabar. Aquele singular momento em que nada parece fazer sentido.

Anúncios

Publicado por

Chico

33, perdas & danos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s